Quatro planetas poderão ser observados a olho nu nos próximos dias

0
65

As mais antigas civilizações do mundo já tinham o hábito de observar o céu, e isso nos ensinou muito no decorrer da história. Desde os primórdios, observações a olho nu, sem o auxílio de qualquer instrumento, trouxeram aos astrônomos informações precisas sobre a passagem de meteoros, sobre o clima e, principalmente, sobre o cálculo do tempo, aliás, foi assim que surgiram os calendários. Séculos antes de Cristo os chineses já se norteavam por um calendário de 365 dias, para se ter uma ideia.

Nos próximos dias será possível observar um fenômeno muito interessante, a olho nu, um pouco antes do nascer do sol. Quatro planetas estarão próximos à Terra, numa espécie de alinhamento, e tal proximidade, somada às suas posições, facilitará esta observação astronômica.

Olhando do lado que o Sol nasce, no Leste, será bem fácil localizar Vênus, um ponto bem brilhante. Logo abaixo de Vênus estarão dois outros pontos, bem próximos um do outro. O mais brilhante, à direita, é Jupter, e o ponto avermelhado à esquerda é Marte. Mercúrio aparecerá bem próximo ao horizonte, um pouco mais fraco do que os outros.

Então, prepare o despertador, torça para o clima ajudar e aproveite essa experiência astronômica. A posição dos planetas mudará nos próximos dias, e uma dica bem legal é a simulação feita pelo Professor Dulcidio Braz Júnior, no blog Física na Veia, que mostra a posição dos planetas no decorrer dos próximos dias.

 

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!