1 milhão de mudas plantadas. Programa busca revitalizar 7 bacias hidrográficas

0
2

Plantio foi feito buscando melhorar os fluxos de água em volta das 7 bacias hidrográficas atendidas pelo Programa do Banco do Brasil

O Programa Água Brasil, iniciativa do Banco do Brasil, da Fundação Banco do Brasil, do WWF-Brasil e da Agência Nacional de Águas está comemorando a marca de 1 milhão de mudas plantadas, meta conquistada pelo eixo Água e Agricultura do Programa ao longo de cinco anos de atuação.

As mudas foram plantadas nas sete bacias hidrográficas em que o Água Brasil atua. Os plantios tiveram como objetivo aumentar a quantidade de vegetação, melhorar o fluxo de água e a qualidade dos recursos hídricos do País. A ação vai reunir funcionários do Banco do Brasil, parceiros, beneficiários do Programa e a comunidade local. Na ocasião, serão apresentados os principais resultados obtidos pelo projeto, que começou em 2010.

Por meio de boas práticas na agricultura e na pecuária, o programa Água Brasil conquistou resultados importantes: 681 hectares restaurados, 2.542 hectares com terraceamento realizado, 1.639 hectares de fragmentos conservados, 635 cisternas de uso doméstico construídas e um milhão de mudas plantadas, contribuindo para a qualidade da água e do ar, evitando a erosão do solo.

Para o coordenador do programa, Cristiano Cegana, o evento representa uma oportunidade de compartilhar experiências.

“Todas as nossas ações foram importantes e fizeram a diferença, mas para nós é uma alegria imensa comemorar a marca de um milhão de mudas plantadas junto aos nossos parceiros, colaboradores e, os principais atores desse Programa, que são os produtores rurais”.

“Depois de cinco anos de trabalho, temos muito o que comemorar. O plantio de um milhão de mudas só vem reforçar a importância dos projetos desenvolvidos pelo Água Brasil para a conservação dos recursos hídricos no Brasil. A mudança é visível nas comunidades rurais, que implementaram boas práticas e tem nos ajudado a conservar nosso recurso mais precioso”, afirma Asclepius Ramatiz Lopes Soares, diretor-geral da Unidade de Negócios Sociais e Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil.

Além do plantio simbólico, os quatro parceiros do Programa – Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil, WWF-Brasil e Agência Nacional de Águas – apresentarão os principais resultados da primeira fase (ciclo 2010-2015), enquanto técnicos de conservação mostrarão os trabalhos desenvolvidos em cada uma das regiões atendidas pelo Água Brasil.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!