Vá de Cultura
Publicidade

Converse espalha artes que quebram barreiras sociais por São Paulo

Converse espalha artes que quebram barreiras sociais por São Paulo
Divulgação
Publicidade

O projeto Converse City Forests é uma ação global da Converse que cria murais de arte urbana com uma tinta fotocatalítica que ajuda a purificar o ar das cidades. Em São Paulo, a primeira fase do projeto teve um mural no minhocão como plataforma. São mais de 777m2 de área pintada com tinta fotocatalítica. Isso equivale a 750 árvores plantadas no prédio, purificando o ar da região em um dos lugares da cidade com maior número de emissão de CO2 na cidade, pelo alto fluxo de carros durante a semana. A Converse tem como objetivo pintar mais de 14.000 m2 de murais ao redor do mundo, que juntos equivalem ao plantio de aproximadamente 40.000 árvores.

 

O próximo passo da marca é descentralizar a empresa que está localizada no Minhocão e espalhar diversas artes sustentáveis pela cidade, democratizando arte e cultura, levantando temas pertinentes que promovem o rompimento de barreiras, purificando o ar de diferentes regiões de São Paulo. No total serão pintados 60 muros pela cidade que equivalem a 60 árvores. A proposta foi selecionar três membros da comunidade criativa da Converse, os All Stars, para que com suas imagens, representassem pautas que quebram barreiras, com conteúdo de militância.

 

O artista convidado para essa etapa foi o PINA, um artista multidisciplinar que transita entre a arquitetura, o design, as artes cênicas e visuais. Por ter iniciado sua pesquisa artística ainda na adolescência, o artista se comunica de forma fluida entre as mais diversas áreas das artes. Seu trabalho desenvolve a poética através da inter-relação de construção da cidade e da identidade tanto individual quanto coletiva. Os três All Stars selecionados foram Lucas Fidelis representando a luta anti-racista, Vitória Leona retrata os povos originários e Lucyfer Eclipsa simboliza a luta de pessoas trans não-binárias.

 

Além do Brasil, países como Austrália, África do Sul, Chile, Peru, Polônia, Tailândia, México e Filipinas também fazem parte do circuito global de democratização de arte e sustentabilidade.

Para mais informações sobre os murais, acesse: https://conversecityforests.com/

Redação

Publicidade
Publicidade
/* ]]> */