Tributo a Orlando Silva, no Sesc Santana

0
11
Cantor Zé Guilherme. Foto: Alessandra Fratus

O intérprete Zé Guilherme apresenta o repertório de seu terceiro CD Abre a Janela – Zé Guilherme Canta Orlando Silva no Sesc Santana, no dia 24 de maio (quarta-feira), às 15 horas.

A trajetória de Orlando Silva é marcada por apurado critério na escolha das canções. O colorido, o swing e a brasilidade da sua obra foi o mote principal das escolhas de Zé Guilherme. A seleção levou em consideração, além da afinidade artística, a época de seu apogeu – de 1935, quando gravou o primeiro disco, até 1942. O roteiro contempla um perfil mais leve e alegre do cantor como na maioria dos sambas que trazem sempre um toque de humor nas letras. Zé Guilherme não esconde a relação afetiva com o trabalho: “Abri a janela do meu coração para me apossar, com respeito e reverência, dos sucessos de Orlando Silva e reapresentá-los ao público pela minha voz, pela minha forma de cantar”.

A produção musical é assinada por Cezinha Oliveira que inseriu elementos clássicos nos arranjos como piano, baixo acústico, acordeon, trombone e violão de sete cordas, entre outros, dando um certo “requinte” sonoro ao disco sem cair no mero saudosismo. Abre a Janela – Zé Guilherme Canta Orlando Silva foi concebido com base no tripé interpretação, arranjos e composições, e mostra que a chamada “música antiga” do Brasil pode se manter clássica em sua origem, popular em sua apresentação e sofisticada em sua concepção.

Músicos de primeira linha participaram da gravação: Thadeu Romano (acordeon), Breno Ruiz (piano), Meno Del Picchia (baixo acústico), Maik Oliveira (cavaquinho), Pratinha (flautas e bandolim), Adriano Busko (percussão), Allan Abbadia (trombone), Luque Barros (violão de 7 cordas e vocal), Cezinha Oliveira (violão, guitarra e vocal) e João Pedro Verbena (guitarra).

 

Ingressos: R$ 6,00, R$ 10,00 e R$ 20,00. Grátis para maiores de 60 anos.
Bilheteria: terça a sexta (9h-21h), sábado (10h-21h) e domingo/feriado (10h-18h45). Aceita cheque, cartões de crédito e débito. Ingressos nas unidades do Sesc.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!