Veja de perto 120 registros do Brasil do Século XIX sob o olhar de Debret

0
92

Se você é daqueles que fica tentando imaginar como seria o passado, como era o dia-a-dia e a rotina das pessoas em outras épocas, provavelmente vai gostar muito desta dica cultural. Hoje em dia é mas fácil fazer um registro. Por meio dos dispositivos e das câmeras fotográficas, podemos capturar um momento com perfeição de detalhes. Mas em outros tempos a coisa era um pouco mais complicada. No Brasil, por exemplo, na época do império, os registros eram feitos por meio de pinturas. Era com muita técnica que artistas transpunham sua visão às telas, guardando momentos e escrevendo-os, ou melhor, desenhando-os na história.

Em meados do século XIX, um artista francês, chamado Jean-Baptiste Debret, que morou no Rio de Janeiro entre os anos 1815 e 1831, iniciava o trabalho que, para muitos historiadores, é considerado uma das maiores contribuições históricas para o Brasil: A representação realista do cotidiano e da sociedade do país, especialmente do Rio de Janeiro, naquela época.

Em suas pinturas, Debret retratava o dia-a-dia da vida carioca, e por isso ficou conhecido como “O Repórter do Cotidiano”. Sua obra é tão detalhista que, além dos desenhos, o artista gravava pequenos textos descritivos, explicando cada cena pintada. Debret queria mostrar, além das questões políticas, a cultura do homem brasileiro, embasada na religião e nos costumes da época. Algumas obras são tão ricas em detalhes, que só é possível observa-las com o auxílio de uma lupa.

Se você se interessou pela possibilidade de ver de perto esse trabalho e conhecer um pouco mais, em detalhes, a história do Brasil, prepare-se para aproveitar, até o próximo dia 25 de janeiro, de graça, uma mostra com mais de 120 obras originais de Debret. A exposição “O Rio de Janeiro de Debret”, foi destaque nas comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro, e agora chega a São Paulo, onde fica disponível para visitação até o próximo mês. Quem for à mostra terá a oportunidade de ver de perto registros da chegada da Corte Portuguesa ao Rio de Janeiro e de importantes transformações, pelas quais passava a sociedade brasileira da época.

A mostra está em cartaz no Centro Cultural dos Correios, em São Paulo, até dia 25 de janeiro de 2016, e poderá ser visitada de terça a domingo, das 11h às 17h, de graça. Confira os detalhes na tabela de serviços abaixo:

O que é? O Rio de Janeiro de Debret
Quando é? 28/11/2015 a 25/01/2016
Que horas? Terça a Domingo, 11h às 17h
Quanto Custa? #vaDeGraça
Onde é? Centro Cultural dos Correios de São Paulo
Como chega? Avenida São João, s/n – Vale do Anhangabaú – São Paulo

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!