Mostra gratuita retrata a vida de 81 trabalhadores da construção civil

0
8

Essa é uma daquelas exposições de arrepiar. Daquelas que nos dá um tapa na cara, e nos convida a um segundo de imersão à realidade que, por vezes, passa despercebida na correria do dia-a-dia. Quando a gente passa pelas ruas e vê aqueles enormes prédios, quase nunca imaginamos como é o processo de construção deles, e menos ainda como é a vida e a rotina dos trabalhadores que os fazem.

A exposição Biografias, que chega ao bairro dom Bom Retiro, em São Paulo, no próximo dia 15 de fevereiro, utiliza elementos como fotos, música, vídeos e outras peças artísticas para contar a história de 81 trabalhadores da construção civil. A mostra revela as biografias de profissionais, coletadas durante um ano de pesquisa em canteiros de Juazeiro do Norte, Ceará, e São Gabriel, no Rio Grande do Sul.

A realidade, nua e crua

É uma pequena parte da história de vida de cada operário, com trechos fortes, como um trabalhador que carregou a mãe por 60 quilômetros, no colo, para ela poder dar à luz um filho, ou de outro, que por causa da fome precisou comer um Urubu quando criança, e trabalha desde os 9 anos de idade.

O que você verá na exposição

Essa mostra traz várias coisas interessantes. O destaque é um enorme painel polaroide, com a foto de todos os trabalhadores. Também há obras feitas com resíduos de material de construção, e equipamentos de segurança. Há ainda um vídeo projetado em realidade virtual, que fará com que o visitante se sinta dentro de um canteiro de obras.

A trilha sonora também é especial. No processo de criação, cada operário traçou em uma folha pautada os momentos que consideravam ser os melhores e piores de suas vidas. Essas marcações formam uma música, que ambienta a exposição. Quem for à mostra ‘Biografias’ poderá assistir ainda a um vídeo, em que os trabalhadores dão seus depoimentos de vida.

A OSCIP, Mestres da Obra

A Organização da Sociedade Civil para Interesse Público, Mestres da Obra, que é a responsável por essa exposição, é uma iniciativa criada em São Paulo, pelo arquiteto Arthur Pugliese, no ano de 2007. A principal atividade realizada pela OSCIP é a integração e o desenvolvimento sociocultural, permeados por meio de ateliês itinerantes de arte, que colocam os trabalhadores em contato com a arte. Esses espaços são construídos dentro dos canteiros de obra, no horário de expediente.

Programe-se

Então respira fundo aí, e separa um horário na sua agenda porque vale a pena aprender com essa exposição. A mostra ‘Biografias’ abre para o público no dia 15 de fevereiro, e fica disponível para visitação até o dia 5 de março, no Teatro Container da Cia. Mungunzá. Os ingressos são #vádegraça, e você pode ir de quarta a domingo, das 10h às 17h.

E você leitor do Vá de Cultura, gostou dessa dica? Conta pra gente o que achou deixando um comentário aqui no artigo. Não se esqueça de curtir a página do Vá de Cultura no Facebook, e interagir com a gente usando a hashtag #vádecultura nas suas redes sociais.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!