Menino de 10 anos cria museu dedicado a Luiz Gonzaga no Ceará

0
86

É bom quando em meio às conturbadas notícias matinais nos chega uma pauta capaz de transformar, por alguns instantes, todos os percalços diários em coisas de segundo plano. Então, caro leitor, aproveite para dedicar alguns momentos à leitura deste artigo, e aproveite para usar o exemplo deste menino, de dez anos, como referência real de que ainda pode haver algum futuro reservado para o nosso país.

Certo dia, Pedro Lucas Feitosa, um menino cearense de 10 anos de idade, foi a Exu, em Pernambuco, e lá conheceu o Museu de Luiz Gonzaga. Contente com o que viu, resolveu criar seu próprio museu, na cidade onde mora, em Crato, no Ceará. Pedro, que é fã do Rei do Baião desde os cinco anos, começou a acomodar, na sala da casa de sua falecida bisavó, objetos que remetem à vida e à carreira de Luiz Gonzaga. Não há, de fato, objeto ali que tenha pertencido ao músico, mas Pedro se foca em juntar objetos que façam referência à vida de Luiz Gonzaga, como folhetos de Cordel, sanfonas e letras do artista.

Segundo conta o menino à reportagem da Folha de São Paulo, conheceu o trabalho de Luiz Gonzaga durante uma festa de São João e, ao chegar em casa cantarolando algumas músicas, recebeu de uma tia uma coletânea de discos do artista.

Hoje o acervo do pequeno museu é abastecido, principalmente, por doações feitas pelas pessoas da comunidade local e também por meio da internet. Pedro conta que as peças doadas devem ter relação direta com a cultura nordestina. O pequeno menino faz ainda a função de guia e, durante as visitas, conta as histórias dos objetos e fala sobre Luiz Gonzaga. Toda sua rotina gira em torno do projeto, exceto nos momentos em que está na escola, de manhã, quando seu pai assume as funções.

Na entrevista que deu à Folha de São Paulo, Pedro conta que toca triângulo, e que gostaria de aprender a tocar sanfona. O menino diz que a ideia é expandir o museu, futuramente, mas que por enquanto vai tocar o projeto na sala de sua avó.

E você caro leitor, o que achou da iniciativa deste garoto? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para conhecer mais sobre o museu acessando a página do projeto no Facebook.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!