Galeria Mezanino inaugura duas exposições gratuitas no dia 20 de outubro

0
30

No próximo dia 20 de outubro, a Galeria Mezanino inaugura simultaneamente duas exposições: “Frutos da Dinamarca, resultado da residência artística Francisco Maringelli e Sergio Kal, e “Estandartes e Fábulas por Claudio Mubarac e Ulysses Bôscolo, ambas com curadoria de Renato De Cara.

Com pinturas em acrílico sobre lona e pastel sobre papel, as paisagens da Dinamarca, em tons terrosos, compõem a mostra “Frutos da Dinamarca” com seis obras de Francisco Maringelli e 12 de Sergio Kal.

O fruto do trabalho foi baseado na trajetória de quinze dias em que os artistas passaram em Glusted, na Dinamarca, observando as cenas por onde circularam, criando novos significados para as paisagens. Maringelli, que já tem seu repertório e expressão desenvolvidos nas técnicas de pincéis e tintas, usa a acrílica para retratar seu entorno, entre cantos esquecidos e casas de madeira, enquanto Kal, desenhista e gravurista, partiu para o papel, com um cartela de cores terrosas, usando o pastel seco. Os resultados parecem irmãos, por conter o mesmo clima, do mesmo lugar, apesar de formações tão distintas.

Na exposição “Estandartes e Fábulas” com 50 obras, 25 de cada artista, ambos nutrem a paixão pela imagem impressa e suas variações por meio do tempo. Claudio Mubarac  apresenta uma série de estandartes com papéis preciosos de várias procedências, além de ícones impressos em chapas de chumbo, folheadas a ouro, prata e cobre, todas em metal. Ulysses expõe xilogravuras, objetos e álbuns de madeira com séries em papel japonês.

Os dois artistas se conhecem há vinte anos e nutrem, ambos, a paixão pela imagem impressa e suas variações através do tempo. Tudo é assunto para criação de um vasto discurso, onde as séries de gravuras se fortalecem na repetição do traço ou na surpresa da descoberta de imagens sugeridas.

Francisco Maringelli é formado em arquitetura e artes plásticas pela USP. Com uma obra já estabelecida na gravura, também produz pinturas e esculturas onde o traço é inconfundível. Com manchas e recortes particulares, Maringelli descarrega intensidade em seu repertório, olhando para o banal e para o caos, transformando qualquer cena em drama e poesia.

Sergio Kal é formado em desenho industrial pela Belas-Artes e pós-graduado em fotografia e teoria da imagem pelo Senac. Paralelamente ao trabalho com design gráfico, executando embalagens de produtos e material impresso para vários clientes, desenvolve um minucioso trabalho de desenho, gravura e fotografia, já há algum tempo. Seu desenho de observação é delicado, com muita precisão e acerto.

Claudio Mubarac é livre docente, formado pela USP. Estudou com Evandro Carlos Jardim e Regina Silveira. Lecionou na Faap e hoje dá aulas de desenho e gravura na Eca. Recebeu várias bolsas para residências ao redor do mundo. Sua poética trata do corpo humano além de referencias à história da gravura quando, em políticos variados, resignifica suas imagens de anatomia.

Ulysses Bôscolo é formado pela FAAP e pós-graduado na ECA-USP. Com uma obra prolífica, trabalha com gravura, pintura, desenho, objetos e colagem. Suas referências transformam-se em arte, num constante acúmulo de técnicas e assuntos. Geralmente em pequenos formatos, o gesto intenso de seu trabalho transforma a obra em monumento.

Abertura: 20 de outubro, das 16h às 19h
Período expositivo: até 14 de novembro

Mais informações podem ser obtidas por meio dos dados abaixo:

Galeria Mezanino
Rua Cunha Gago, 208, São Paulo
Tel.: (11) 3436-6306
De terça a sexta, das 11h às 19h.  www.galeriamezanino.com.br

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!