Esquiva, 45′ aproximadamente, no Sesc Pinheiros

0
124
Foto: Ben McGee

Dança. Música. Luta. Resistência. A Cia. Oito Nova Dança utiliza esses elementos para compor o espetáculo inspirado na prática Xondaro, dança do povo Guarani, marcada pelo movimento de esquiva. Esse movimento foi – e ainda é – o jeito que esse povo encontrou para habitar São Paulo sem ser capturado por ela. O canto e a dança como luta, e vice versa, é assim que a Oito Nova Dança se permite afetar pela esquiva Guarani para criar o seu próprio modo de se esquivar e habitar as cidades.

O espetáculo inicia com os seis performers conhecendo e mapeando o espaço e os elementos presentes, montam sua Opy Guarani (lugar de rituais e encontros) com esteiras no chão. Afinam seus violões, coloca-nos nas costas como uma mochila, tingem suas palmas das mãos com urucum, pegam ossos de animais e reconhecem sua sonoridade. Ao longo do espetáculo, desenvolvem movimentos, sonoridades e se aproximam do público, compartilhando seus sonhos, marcas e histórias.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!