Vá de Cultura
Publicidade

“A Nuvem Rosa” chama atenção como um dos longas mais promissores da temporada

"A Nuvem Rosa" é selecionado para o Miami Film Festival como um dos longas-metragens mais promissores da temporada
Divulgação
Publicidade

Após ser selecionado para o Festival de Sundance 2021, o longa-metragem brasileiro “A Nuvem Rosa”, dirigido por Iuli Gerbase, ganhou mais uma indicação no exterior, desta vez no 38ª Miami Film Festival. O filme concorreu na categoria “Jordan Ressler First Feature Award”, destinado aos cineastas estreantes e oferecerá 10 mil dólares aos vencedores. Outros 11 filmes de países como Romênia e Rússia dividiram espaço com “A Nuvem Rosa”, o único brasileiro na categoria.

 

Desde que foi exibido em Sundance, o longa-metragem vem atraindo a atenção da imprensa especializada e recebendo críticas positivas nas publicações mais respeitadas do mundo do entretenimento. No site americano Rotten Tomatoes, que reúne críticas do cinema e televisão, “A Nuvem Rosa” alcançou a poderosa nota máxima, com 100% de aprovação. Outro destaque fundamental é o da revista americana Variety, que avalia o filme como “Uma estreia refinada e bem sucedida. Uma declaração fictícia definitiva sobre a experiência do lockdown”.

 

Para a revista britânica Screen Internacional, o filme é “Perspicaz, silenciosamente perturbador. Poderosamente imaginativo”. Já o site Indiewire, focado no cinema independente, elogia a diretora: “Gerbase concebeu um incidente instigante fascinante e oportuno para seu filme”. O Cinevue, que destaca em resenhas diárias os lançamentos mais diversos do mundo do cinema, também elogia o longa de estreia da diretora brasileira. “Contado com uma visão imaginativa, talento e compostura real. Anuncia Iuli Gerbase como um novo talento criativo e cineasta a ser observado”.

 

Outro veículo que dá espaço ao cinema independente, o site Little White Lies, chama a atenção para o drama que acompanha os personagens em “A Nuvem Rosa”. “Um primeiro longa-metragem seguro, confiante no tom e apto a lidar com um drama interno fechado e um enigma metafísico expansivo”.

 

Sinopse

No filme acompanhamos Giovana (Renata de Lélis), que está presa em um apartamento com Yago (Eduardo Mendonça), um cara que havia recém conhecido em uma festa. Enquanto esperam a nuvem passar, eles precisam viver como um casal. Ao longo dos anos, Yago vive sua própria utopia, enquanto Giovana sente-se cada vez mais aprisionada.

 

“A Nuvem Rosa” é o primeiro longa-metragem da diretora, que já assinou seis curtas-metragens selecionados para diversos festivais internacionais como TIFF e Havana Film Festival.

 

Com distribuição da O2 Play, o longa-metragem, produzido pela Prana Filmes, tem previsão de estreia em 2021.

Redação

Publicidade
Publicidade
/* ]]> */