Peça traz de volta Joana D’Arc e discute o papel da mulher na sociedade

0
44

A montagem A Brava, da Companhia Brava de Teatro, é baseada na história da heroína francesa Joana D’Arc, e integra o projeto Arte, Substantivo Feminino

Imagine você andando pelas ruas e, de repente, você cruza com ninguém menos do que Joana D’Arc. Pelos próximos três dias isso ainda será possível, graças ao espetáculo A Brava, montado pela Companhia Brava de Teatro, nas ruas internas do Sesc Belenzinho. A programação, que faz parte do calendário em comemoração ao mês da mulher, vai até o próximo domingo, dia 20 de março.

O espetáculo, que é baseado na história da heroína francesa Joana D’Arc, traça um paralelo com as situações dos dias de hoje, e entrega ao espectador um paradoxo entre o drama e o humor anárquico, usando as vozes que Joana D’Arc ouvia para interpretar os objetivos e a ousadia dos indivíduos de quebrar as regras pré-estabelecidas pela sociedade.

Por meio da música, da interação com o público, e utilizando elementos da cultura popular, a peça propõe uma reflexão sobre nossos objetivos, rumos e escolhas, e busca analisar as consequências resultantes de nossas ações no dia-a-dia.

Conhecida como A Donzela de Orléans, Joana D’Arc foi uma importante personagem histórica francesa, atuando como chefe militar na Guerra dos Cem Anos. Lutou contra os aliados ingleses, e teria traçado a estratégia que lhe daria a vitória da guerra após ter visões proféticas. Virou heroína de seu povo. A mulher forte que entrou para a história era, na verdade, modesta. Trabalhava como camponesa e não sabia ler. Foi morta pela inquisição da igreja, e anos mais tarde, tornou-se santa, quando foi canonizada pela própria igreja católica, em 1920, cinco séculos após ter sido queimada.

Outras peças do projeto Arte, Substantivo Feminino

Além da montagem A Brava, outros espetáculos serão apresentados no decorrer do mês, dentro do projeto Arte, Substantivo Feminino. A peça Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar Sem Asas!, da companhia Os Crespos, será apresentada entre os dias 31 de março e 03 de abril. Também faz parte da programação o infanto-juvenil, Oju Orum, do Coletivo Quizumba, que fica em cartaz de 24 a 27, com direção de Johana Albuquerque e dramaturgia de Tadeu Renato.

Então anote aí na agenda! Essa é a última semana para ver o espetáculo A Brava, que fica em cartaz no Sesc Belenzinho até o próximo domingo, dia 20 de março. As apresentações acontecem às sextas e aos sábados, às 20h, e aos domingos às 17h. O valor dos ingressos varia entre R$ 5,50 e R$ 11,00.

A Brava
Onde: Sesc Belenzinho
Quando: Até o dia 20 de março, sextas e sábados às 20h e domingos às 17h
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho
Ingressos: R$ 5,50 a R$ 11

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!