Fim de Jogo, na Biblioteca Mário de Andrade

0
127
Foto: Patrícia Cividanes

 

Fim de Jogo é dirigida por Isabel Teixeira, a montagem do texto de Beckett foi concebida em 2016 para celebrar 60 anos de trajetória do ator e diretor Renato Borghi. Na peça, que tem ainda no elenco Élcio Nogueira Seixas, o velho Hamm (Renato Borghi) está cego e paralítico. Seu parceiro Clov (Seixas) tem uma estranha enfermidade que o impede de sentar-se. Junto deles, habitam outros dois mutilados, Nagg (Adriano Borghi) e Nell (Maria de Castro Borghi), pais de Hamm. Os quatro personagens dividem um abrigo, refugiados de uma terra devastada que Clov espia com uma luneta através de pequenas janelas. Não há pistas sobre que espécie de apocalipse criou tamanha desolação. No jogo da sobrevivência, Hamm dá as ordens, enquanto Clov cuida da cozinha e outras questões de ordem prática. A peça começa quando o jogo se aproxima do fim.

Segundo o jornalista e editor Alvaro Machado, curador do ciclo, a escolha do repertório levou em consideração o recorte definido para o ciclo, que aborda o movimento de emancipação da expressão teatral em relação à literatura nos últimos cem anos, sob o impulso de vanguardas artísticas a partir dos anos 1920 e pela ampla difusão do conceito de performance nos últimos trinta anos.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!