O Meu Lado Homem, na Biblioteca Mário de Andrade

0
81
Fotos: Illuminauta

Criado e interpretado por Luís Mármora, o espetáculo conta com Lincoln Antônio no piano e Simone Julian nos sopros. Nele,Sápata Magáli, literato(a) cujo nome é inspirado no crítico teatral Sábato Magaldi, é o apresentador de um cabaré decadente, com banda ao vivo e repertório musical variado, incluindo composições originais de Rafael Castro e Luiz Gayotto. De salto alto, barba e cílios postiços, o personagem é uma figura híbrida, transgênero de vocação pornográfica (como a obra “Cartas de um Sedutor”, de Hilda Hilst na qual se inspira) e altamente poético. Um show man que relembra fatos de sua vida, canta e provoca a plateia.

A apresentação do musical comemora a Parada LGBT de São Paulo, que acontece na mesma data. O público também poderá conferir uma miniexposição de raros retratos de Hilda Hilst nos anos 1950, de autoria de Fredi Kleeman, pertencentes ao acervo da Mário de Andrade.

Ingressos gratuitos (175 lugares), distribuídos a partir de 40 minutos antes do início das atividades, mediante senhas.

*Classificação Indicativa: 14 anos

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!