A Mala de Hana, no Teatro Folha, em São Paulo

0
103
Foto: Divulgação

Chega a São Paulo o espetáculo A Mala de Hana, uma adaptação do aclamado livro infanto-juvenil homônimo da escritora canadense Karen Levine. A peça conta a história da menina Hana Brady a partir das descobertas feitas pela japonesa Fumiko Ishioka e seus alunos, que foram em busca da história de quem seria a dona de uma mala que receberam para utilizar em uma exposição. A montagem é um retrato da vida das crianças no Holocausto em paralelo com a visão atual da realidade, uma adaptação emocionante e educativa. O espetáculo faz parte da programação do 27ª edição do Festival de Férias do Teatro Folha.

A Mala de Hana narra a história real de Fumiko, diretora de um centro educacional no Japão, que formou um grupo com alunos para estudar o período. A curiosidade e o fascínio pelo assunto fez com que, no ano 2000, o grupo de estudantes iniciasse uma jornada para conhecer detalhes sobre a história da jovem Hana. Foi assim que Fumiko chegou a George Brady, irmão de Hana (que ainda está vivo e mora no Canadá). Com a ajuda dele conseguiram recriar a história vivida nos campos de concentração, período em que foi separado da sua irmã. Hana, na época com apenas 13 anos de idade, chegou a Auschwitz acreditando que reencontraria George. Na mala, ela levou poucas roupas e alguns dos seus desenhos preferidos.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!