Atividades culturais, na Casa Mário de Andrade

0
15

Mesmo após a morte de Mário de Andrade, a residência do poeta na Rua Lopes Chaves, 546, permanece como ponto de encontro entre artistas, estudantes e intelectuais. Hoje, a casa é a Oficina Cultural Mário de Andrade, instituição da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis. E conta com uma variedade de programas musicais relacionadas à vida e obra do modernista. As atividades são gratuitas e pensadas para todos os públicos. Confira abaixo as atividades que acontecem durante os meses de maio a junho:

Saraus na casa do Mário – Baile de todas as artes
Os eventos relembram os encontros literários e musicais promovidos por Mário de Andrade em sua casa. O evento acontece nos sábados até 10 de junho, às 15h. O público pode contribuir com poemas e/ou canções autorais.

Compositores Modernistas Brasileiros

No dia 19 de maio, às 20h, o grupo de violões Contratempo apresenta um recital de violões. A apresentação presta homenagem aos 130 anos de nascimento de Heitor Villa-Lobos e aos 110 anos de nascimento de Camargo Guarnieri e Francisco Mignoni. Os três compositores modernistas influenciaram Mário de Andrade a criar uma música nacional de concerto.

Ouvindo a Estrela: 100 anos de Dalva de Oliveira
Outra homenageada é a cantora Dalva de Oliveira, uma das maiores cantoras da Era do Rádio. Em comemoração ao seu centenário, a oficina apresenta discos de diversas fases da vida da artista. O evento acontece no dia 27 de maio, às 15h, com a presença de colecionadores de discos, pesquisadores e cantores da atualidade influenciados pela obra de Dalva de Oliveira.

Chorando na Vitrola
No dia 24, às 15h, o músico Danilo Brito demonstra com a vitrola e o bandolim como aprendeu a tocar choro ouvindo os discos de Luperce Miranda, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, Pixinguinha e Benedito Lacerda. A segunda parte do encontro é dedicada à audição comentada do disco Vibrações (1967), de Jacob do Bandolim com Época de Ouro.

Roda de choro na casa do Mário
Na Oficina musical, o grupo Regional da Casa, ensina a tocar clássicos do choro e da música instrumental brasileira, incluindo canções de Alexandre Levy, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e Marcello Tupynambá. O evento acontece entre os dias 2 a 20 de junho, às 17h.

 

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!