Mozart foi o artista que mais vendeu discos em 2016

0
118

Se você já leu a nossa matéria sobre os artistas mais ouvidos pelos brasileiros em 2016, vai se surpreender com esta outra notícia. O campeão de vendagem de discos em todo o planeta, em 2016, foi nada menos do que Wolfgang Amadeus Mozart, ou apenas Mozart para os apreciadores. Segundo a matéria divulgada pelo Estadão, o compositor austríaco superou artistas blockbusters como Adele, Beyoncé e Drake graças a uma caixa que traz 200 álbuns com sua obra.

A coleção de Mozart

A coleção ‘Mozart 225: The New Complete Edition’, lançada em outubro, traz 200 CDs do gênio, e mais de 240 horas contínuas de música, divulgando o trabalho de mais de 60 orquestras e 600 solistas de todo o planeta. A tal caixa é produzida pela Decca e pela Deutsche Grammophon e distribuída pela Universal.

Mas para entender melhor a primeira colocação de Mozart, não basta levar em consideração o sucesso da coletânea. Um outro ponto que deve ser analisado e que, inclusive, foi destacado na matéria do Estadão, é a forma como a contagem foi realizada. A revista que atribuiu a Mozart a primeira colocação considerou dois CDs vendidos para cada disco duplo. Desta forma, cada CD duplo foi contabilizado duas vezes.

O diretor do projeto, Paul Moseley, considerou a conquista como algo maravilhoso. Segundo ele, a caixa com a obra de Mozart é fruto de anos de estudo, planejamento e curadoria.

Opinião do autor, Luiz Paulo Pachella

Como jornalista e músico, e amante da música erudita, não pude deixar de expor neste último parágrafo a minha alegria. Um ponto interessante de tudo isso é pensar que um artista morto há tempos, desbancou uma dezena de outros artistas vivos, e que têm a possibilidade de criar música em meio às características atuais da indústria fonográfica. Mozart morreu há 225 anos, e essa conquista demonstra claramente a força de sua obra, e como essas músicas foram e são importantes para a história, de modo geral. Essa é, sem dúvida, uma grande conquista para a música mundial, e mostra que os grandes mestres, que inspiram os novos compositores, independente de seus gêneros musicais, de alguma forma ainda vivem.

E você leitor? Conhece algo de música clássica? Conta aí pra gente qual a sua música clássica preferida! Não se esqueça de curtir a página do Vá de Cultura no Facebook, e interagir com a gente, usando a hashtag #euvoudecultura nas fotos de suas redes sociais.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!