Mamonas Assassinas. 20 anos sem a banda que marcou a música no brasil

0
25

Um sucesso estrondoso e rápido, um verdadeiro fenômeno. Assim podemos definir os, pouco mais, de sete meses de Mamonas Assassinas na mídia e no cenário musical. O grupo vendeu 2 milhões de discos, algo revolucionário na música, na performance e no jeito de interagir com o público, num tempo em que a web ainda engatinhava no Brasil, e ferramentas como Facebook e Youtube ainda não serviam como vitrine aos artistas. Uma banda nova, de jovens, que teve um fim trágico e repentino, no dia 02 de março de 1996, há exatos 20 anos, quando o jato em que viajavam se chocou contra a Serra da Cantareira, após uma tentativa de pouso no aeroporto internacional de Guarulhos.

Muitos textos e matérias rotulam o dia de hoje como “20 anos sem os Mamonas”, entre aspas, literalmente, porque o sucesso tão grande do grupo ecoou, e ecoa até hoje, duas décadas depois da morte dos integrantes, fazendo com que até a nova geração conheça cada música.

Há quem diga que as música eram geniais. A forma como os temas eram abordados nas letras ia muito além do simples besteirol, da sátira ou da crítica. “E dei graças a Deus porque ela foi no meu lugar”, trecho da faixa Vira-Vira, por exemplo, fala da forma como os brasileiros costumam entender os portugueses, em suas piadas. Além do que, a qualidade musical, vista à virtuosidade dos músicos, podiam ser percebida nos arranjos, que traziam, igualitariamente, arranjos muito bem executados em diferentes estilos, desde o Havy Metal, até o pagode e a música brega, e eram temperados com a sátira de cada letra. Em outras palavras, eles tocavam muito!

Para lembrar a data, o Vá de Cultura separou algumas curiosidades sobre os Mamonas Assassinas, e também listamos uma programação especial, que vai desde os programas e especiais da TV, até arquivos de entrevistas e apresentações.

Pouca gente sabe, mas uma paródia da canção ‘Twist and Shout’, dos Beatles, intitulada pela banda como ‘Não Peide Aqui, Baby’, foi censurada devido o excesso de palavrões, a acabou ficando de fora do disco. Outra curiosidade interessante é que a marca da banda é, na verdade, uma homenagem à Volkswagem, com o W colocado de cabeça para baixo, uma alusão que refletia nas letras, as quais traziam a Kombi e a famosa Brasilia Amarela no contexto. O site Cultura Estadão fez uma lista completa, com diversas curiosidades sobre os Mamonas Assassinas, que você pode ler clicando aqui.

Coisas legais pra ver hoje!

Especial Multishow: A partir de 19h, o ‪#‎TVZ‬ homenageia o grupo, exibindo alguns de seus clipes mais famosos! E, logo após, às 20h30, assista ao documentário “Mamonas Para Sempre”, que acompanha a história de Bento, Dinho, Júlio, Samuel e Sérgio, que conquistaram o país e viraram febre entre os jovens!

Arquivo Globonews: O ‪#‎ArquivoN‬ lembrou os 20 anos do sucesso estrondoso dos ‪#‎MamonasAssassinas‬! Veja o programa completo: bit.ly/1QhULoI

Especial Transamérica: Ouça a apresentação exclusiva que a banda fez aqui no Estúdio Ao Vivo da Transamérica!

Pesquisa 89 FM – A Rádio Rock: Levantamento inédito mostra quais são as músicas mais tocadas dos Mamonas Assassinas. Confira!

 

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!