Espetáculo ‘As filhas da mãe’ comemora 35 anos em cartaz

0
357
as-filhas-da-mae
A peça 'As filhas da mãe' reestreia nos dias 28 e 29 de dezembro, e fica em cartaz até o dia 08 de abril de 2018. Foto: Divulgação

Comemorando 35 anos em cartaz, a peça ‘As filhas da mãe‘ reestreia, no dia 29 de dezembro deste ano. Concebida em 1983, o espetáculo escrito por Ronaldo Ciambroni já rodou diversos estados do Brasil e agora ficará em cartaz no Teatro Bibi Ferreira, em São Paulo.

Sinopse

‘As Filhas da Mãe’ conta a história de uma mãe de meia idade, Diva Maria, cuja longa e fracassada trajetória nos meios artísticos a leva a investir na carreira das duas filhas, Deise Maria e Dalva Maria. Como ambas são totalmente desprovidas de talento, as inúmeras tentativas de ‘encaixá-las’ em alguma produção artística falham sucessivamente, criando situações hilárias e levando as duas moças à atitude desesperada de fugir de casa para obter a liberdade.

História

Concebida por Ronaldo Ciambroni, a peça teve sua estréia em uma quadra de futebol da cidade de Bauru, com Nilson Ramã, Zaira Bueno, Monique Lafon e Ronaldo Ciambroni no papel da Mãe no elenco. Desde então a montagem foi apresentada em cidades do norte, nordeste e quatro anos depois de sua estréia foi apresentada no Teatro Enfil, no bairro do Bixiga, região central da capital paulista.

Concepção

Ciambroni escreveu a peça tomando como base a sua experiencia profissional na época em que trabalhava na Rede Record de Televisão. Ele conta:

“Quando eu trabalhava com seleção de elenco na novela Canoa do Bagre na Rede Record, constantemente encontrava mães que eram muito mais ansiosas que as próprias candidatas, algumas chegando mesmo ao desespero para ‘cavar’ uma oportunidade para as suas filhas”

Programe-se

Quando: Até 29/12 a 08/04/2018
Horário: Sextas, 21h; Sábados, 20h30; Domingos, 20h.
Onde: Teatro Bibi Ferreira
Endereço:  Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 931 – Bela Vista, São Paulo – SP
Entrada: A partir de R$ 35
Indicação: 12 anos

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!