Vá de Cultura
Publicidade

Literatura brasileira: 7 curiosidades para te ajudar a entender de vez o assunto

literatura brasileira
Literatura Brasileira

Separamos curiosidades imperdíveis sobre a literatura brasileira. Períodos, estilos, autores, e outros fatos que você provavelmente você não conhecia.

Publicidade

Falar sobre a literatura brasileira é como viajar no tempo para observar a história do Brasil desde o início, ou quase. Tem gente que morre de medo só de ouvir o termo, acha que é coisa complexa demais. O fato é que, a literatura brasileira faz parte das nossas vidas, desde os tempos da escola até hoje. Inclusive, tem importância fundamental na constituição da personalidade da nossa sociedade.

Para te ajudar a entender melhor este assunto, e mostrar que ele não é um bicho de sete cabeças, separamos 7 curiosidades sobre a literatura brasileira. Você confere a lista logo abaixo.

Curiosidades sobre a literatura brasileira

1. A primeira obra literária brasileira

Livro Carta de Pero Vaz de Caminha
A famosa carta de Pero Vaz de Caminha é considerada a primeira obras da literatura brasileira.

O primeiro registro considerado oficialmente como literatura brasileira é a famosa carta do navegador Pero Vaz de Caminha, no primeiro dia de maio de 1500 – como ele próprio escreveu. Nela ele descreve o território brasileiro ao ‘Bem-Aventurado’ Rei de Portugal, Manuel I. Este documento foi o primeiro escrito na história do Brasil, porém, é erroneamente considerado a primeira obra poética do Brasil. A primeira poesia só seria escrita cerca de cem anos depois, como veremos abaixo.

2. A primeira obra poética

Prosopopéia, de Bento Teixeira
Prosopopéia, de Bento Teixeira, é a primeira obra poética da literatura brasileira.

A primeira obra poética da literatura brasileira é ‘Prosopopéia’, de Bento Teixeira, publicada em 1601. É um poema épico, que narra a história da família Albuquerque. Segundo registros históricos, a obra foi dedicada ao então governador de Pernambuco, Jorge d’Albuquerque Coelho. O texto é baseado no estilo de Camões, possui 94 estrofes e é considerado o marco do estilo barroco na literatura brasileira.

3. Única da literatura latino-americana em língua portuguesa

A literatura brasileira é obviamente inspirada na língua portuguesa falada pelos colonizadores portugueses, mas possui características particulares. Faz parte do chamado espectro cultural lusófono – conceito que define a identidade de países que falam a língua portuguesa, como Angola, Brasil, Cabo Verde, Macau, entre outros. Também está integrada à literatura latino-americana, sendo a única em língua portuguesa.

4. Teve origem com base nas atividades dos Jesuítas

Jesuítas
As atividades literárias dos Jesuítas teriam sido o empurrão da formação da literatura brasileira

No século XVI, após o descobrimento do Brasil, os membros da ordem religiosa denominada Companhia de Jesus – Jesuítas – desenvolviam atividades literárias sob a ótica informativa e religiosa. Estas atividades teriam originado a base do que hoje conhecemos como literatura brasileira. De início era algo mais próximo à literatura metropolitana, mas ganhou independência com o passar do tempo, até conseguir a liberdade plena, em 1922, como veremos no próximo tópico.

5. O Modernismo e a independência

Cartaz da Semana de Arte Moderna de 1922
Durante a Semana de Arte Moderna de 1922 a literatura brasileira conquistou a sua independência.

Quando pensamos em qualquer representação artística relacionada ao ano de 1922, fazemos uma ligação quase automática com a famosa Semana de Arte Moderna. Foi talvez o evento mais importante da história da arte brasileira, e foi durante a Semana de 22, com a implementação do movimento Modernista, que a literatura brasileira cortou laços com a literatura de outros países e tornou-se verdadeiramente independente.

Neste período foram revelados grandes nomes da história da literatura do Brasil, como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Manuel Bandeira, Raul Bopp e José Lins do Rego.

6. Literatura contemporânea

Lygia Fagundes Talles
Lygia Fagundes Talles foi a primeira escritora brasileira a ser indicada ao Nobel de Literatura.

Você sabe em que período literário estamos? Após o Modernismo outros movimentos literários e artísticos ganharam força no Brasil, como o Pós-Modernismo e o Regionalismo, suportados por grandes nomes de autores, como Clarice Lispector, Vinícius de Morais, Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa, Nelson Rodrigues, Jorge Amado, Graciliano Ramos e Cecília Meireles.

Hoje vivemos a Literatura Contemporânea, ou período contemporâneo da literatura brasileira. O estilo contemporâneo é ligado à vida urbana e suas características, como a violência, questões políticas e a solidão. O período atual já guarda nomes importantíssimos para a história da literatura brasileira, como João Ubaldo Ribeiro, Ferreira Gullar, Ariano Suassuna, Moacyr Scliar e Lygia Fagundes Talles, a primeira mulher brasileira indicada ao Prêmio Nobel de Literatura.

7. Estilos e períodos da literatura brasileira

Para resumir todo esse assunto, não poderíamos deixar de mostrar como é feita a divisão dos períodos e estilos literários brasileiros. Até 1922 temos oito períodos e onze estilos, divididos da seguinte forma:

  • 1500 – Quinhentismo e Literatura de Informação
  • 1601 – Barroco
  • 1768 – Arcadismo
  • 1836 – Romantismo
  • 1881 – Realismo, Naturalismo e Parnasianismo
  • 1893 – Simbolismo
  • 1902 – Pré-Modernismo
  • 1922 – Modernismo

Após a ‘revolução’ literária causada pela Semana de Arte Moderna de 1922, tivemos ainda o Pós-Modernismo e o Regionalismo, até chegar aos dias atuais, com a Contemporaneidade.

Redação

Publicidade
Publicidade
/* ]]> */