Você sabe como e montada uma exposição? O museu do MAC te mostra como é.

0
26

Visões da arte no acervo do MAC USP 1900-2000: Bastidores

A produção de uma exposição envolve diversos profissionais, entre técnicos, especialistas e curadores, em uma complexa articulação que não fica evidente para os visitantes. A mostra que o MAC USP inaugura no dia 5 de dezembro, a partir das 11 horas, pretende exibir os bastidores desse trabalho, apresentando o processo de montagem da exposição Visões da arte no acervo do MAC USP 1900-2000, que será inaugurada em março de 2016, permitindo ao público tomar contato com os saberes e práticas das equipes envolvidas nesse trabalho.

A ideia das curadoras Ana Magalhães, Carmen Aranha e Helouise Costa, todas docentes do MAC USP, é colocar em evidência o processo de montagem, criando uma espécie de laboratório onde serão realizados encontros com profissionais e especialistas convidados para discutir as diferentes etapas da realização da exposição, o perfil do acervo do MAC USP e a curadoria.

“Um dos objetivos desta ação é revelar que a curadoria em museus não é um fim em si mesmo, mas abrange uma cadeia de ações coordenadas, desde a aquisição de obras, documentação, catalogação, conservação preventiva e restauro até as várias formas de extroversão, dentre as quais se situa a exposição”, assinam as curadoras no texto de abertura da exposição.

A exposição Visões da arte no acervo do MAC USP 1900-2000 ocupará os sétimo e sexto andares do edifício, cobrindo os períodos de 1900-1950 e 1950-2000, respectivamente. Agora, em seus Bastidores, o público poderá ver a planta do andar da exposição esboçada por meio de um traçado no chão, alguns dos painéis já erguidos e um primeiro núcleo com 24 obras selecionadas pela curadoria, de artistas como Kandinsky, Morandi, Modigliani, De Chirico, Brecheret, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Lygia Clark, entre outros.

O projeto expográfico, tanto da mostra final quanto desta primeira versão em processo, é de autoria da professora Marta Bogéa, do Departamento de Projeto da FAU USP, juntamente com alguns de seus alunos. Rodrigo Queiroz, docente do mesmo Departamento, contribui com uma reflexão sobre as relações do MAC USP, seu acervo e a arquitetura moderna brasileira. O trabalho em colaboração com docentes de outra unidade da Universidade vem ao encontro do perfil universitário do Museu que busca indicar vertentes de investigação em seu acervo a partir de uma perspectiva interdisciplinar.

Serviços

O que é? Visões da arte no acervo do MAC USP 1900-2000: Bastidores
Quando é? de 5 dezembro até 28 de fevereiro
Que horas? Terça a domingo das 10 às 18 horas
Onde é? MAC USP Ibirapuera
Como chegar? Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301
Quanto custa? #vadegraça

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!