Mostra reúne obras de Pop Art e Nova Figuração de artistas de vanguarda

0
70

Dizem que a Pop Art é a linha que marca a passagem da modernidade para a pós-modernidade na cultura ocidental. O movimento que surgiu na Inglaterra em 1950, e ganhou forças nos Estados Unidos uma década depois, teve forte influência na arte brasileira na mesma época. Logo após o período de repressão da ditadura civil-militar, vários artistas brasileiros de vanguarda aderiram ao movimento, causando, assim como no resto do mundo, imensa transformação no conceito artístico daquele período.

Todos esses trabalhos, criados por artistas que praticamente reinventaram a arte brasileira, entre os anos de 1960 e 1970, estão disponíveis agora para visitação gratuita na Ricardo Camargo Galeria. A mostra Pop, Nova Figuração e Após, que é uma oportunidade única para quem quer ter contato com essas obras de Pop Art e Nova Figuração, tão importantes na história brasileira, ficará disponível para visitação até o dia 31 de janeiro.

Pop Art. O que tem pra ver lá?

São 58 obras, criadas por 25 grandes nomes das artes plásticas. São artistas da vanguarda brasileira, como Antonio Henrique Amaral, Maurício Nogueira Lima, José Roberto Aguilar e o mestre Wesley Duke Lee, além de outros. A galeria Ricardo Camargo traz ainda outros importantes trabalhos da década de 1960, pouco vistos, como Maria Helena Chartuni e Samuel Szpigel.

Um pouco sobre as obras

Banana grafite com cordas, de Antonio Henrique Amaral, sintetiza seu repúdio ao regime militar e mantém diálogo com o objeto Catraca, de Claudio Tozzi, travada por um cadeado no ano de 1968, quando a ditadura iniciou a sua fase mais repressiva.

Wesley Duke Lee ressurge na mostra com a arte ambiental Retrato de Luzia (a Santa Amarense), e com Retrato de um amigo, inteiramente Pop, com sua moldura recortada. Lee ainda marca sua presença com o exemplar da Série das Ligas, de 1960, a obra mais antiga da exibição.

A Pop Art brasileira em destaque no mundo

Em 2015 duas megaexposições internacionais colocaram a Pop Art no centro das artes plásticas mundiais. A mostra The World Goes Pop, da Tate Modern de Londres e a mostra itinerante pelos Estados Unidos International Pop, apresentaram ao mundo Antonio Dias, Wesley Duke Lee, Cláudio Tozzi, Nelson Leirner, e outros artistas brasileiros. Essas duas mostras, em diálogo com outras exposições nacionais, deram à Pop Art o destaque devido na história da arte.

Ricardo Camargo e a vanguarda nacional

A reunião de todas essas preciosas obras é fruto da influência do galerista Ricardo Camargo, que há 50 anos mantém contato contínuo com esses importantes artistas da vanguarda nacional. Com a exposição Pop, Nova Figuração e Após a Ricardo Camargo Galeria reafirma a aposta na ousadia de diferentes enfoques da vanguarda brasileira dos anos 1960, que agora ganha merecido reconhecimento internacional.

Resumo para agenda

Então vamos lá, você tem até o fim deste mês para conferir essa exposição incrível na Ricardo Camargo Galeria. E o melhor de tudo, o ingresso é #vádegraça. A visitação é aberta de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h.

E você leitor, gostou dessa dica? Conta pra gente o que achou, deixando um comentário aqui no artigo. Não se esqueça de curtir a página do Vá de Cultura no Facebook, e interagir com a gente, usando a hashtag #vádecultura nas suas redes sociais.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!