Veja como foi a abertura da 39ª Mostra Internacional de Cinema de SP

0
29

No dia 21 de outubro, o auditório do Ibirapuera recebeu a abertura da 39ª Mostra Internacional de Cinema, que acontece em São Paulo até o dia 04 de novembro. O destaque da abertura do festival foi o filme Meu Amigo Hindu, de Hector Babenco, que conta a emocionante história de Diego, um diretor de cinema que ao saber que uma doença maligna pode ser fatal, casa-se com sua mulher de muitos anos, despede-se de seus amigos e entra numa rotina de longas jornadas num hospital, onde conhece um menino hindu, que se torna seu mais novo amigo.

O filme tem o desafio de ter sito feito todo em inglês, o protagonista é um americano, Wilen Defoe, que é um gênio de ator e foi generosíssimo de contracenar com a gente. Eu não vi o filme ainda, a gente está vindo, pela primeira vez agora na mostra, e eu estou bem feliz de ter participado”, comentou o ator Reynaldo Gianecchini, sobre o filme.

Sérgio Mamberti falou sobre a capacidade que o cinema tem de emocionar, e elogiou o filme de Hector Babenco, exaltando a coragem do diretor em expor sua história e seus sentimentos no enredo do longa.

O cinema tem esse lado da memória emotiva. O Babenco faz um filme tão testemunhal, que fala de coisas tão difíceis de falar, porque ele se desnuda”, completou o ator.

O cinema nórdico ganha foco nesta edição da mostra, com encontro entre coprodutores e um amplo panorama com 60 títulos da produção cinematográfica contemporânea da região, como conta a cineasta e diretora da mostra, Renata de Almeida.

A nossa opção esse ano foi retratar o cinema contemporâneo dos países nórdicos. Têm os grandes nomes, mas esse ano a gente optou pelos novos, e foi uma escolha acertada, porque se formos ver durante este ano, o cinema nórdico ganhou muitos prêmios”, disse Renata.

A Mostra Internacional de Cinema, nesta 39ª Edição do evento, inova ao oferecer uma inédita homenagem à The Film Foundation, com uma exclusiva seleção de 25 títulos restaurados pela fundação, que este ano comemora seus 25 anos.

Fundada em 1990 por Martin Scorsese, a The Film Foundation nasceu com o objetivo de proteger e preservar a história do cinema. Trabalhando em parceria com cinematecas e estúdios de várias partes do mundo, a fundação já restaurou mais de 700 filmes que são disponibilizados ao público em festivais, mostras, museus e instituições de ensino. A fundação também criou o World Cinema Project, que restaurou até hoje 25 filmes de 19 países diferentes que estavam deteriorando – incluindo o brasileiro Limite, de Mario Peixoto –, e o The Story of Movies, um programa educativo que disponibiliza seu acervo a escolas dos EUA, acompanhados de livros didáticos e temáticos para os professores usarem com os alunos.

Em entrevista ao Vá de Cultura, o Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, falou da importância deste festival para a cidade de São Paulo, e citou o projeto SP Cine, que tem como objetivo a criação de salas públicas de cinema, para o próximo ano, na cidade de São Paulo.

A nova iniciativa do SP Cine é a criação de salas públicas de cinema, nós teremos as 25 salas no ano que vem, e queremos fechar 2016 com 50 salas de cinema, com capacidade para 20 mil acentos, o que vai gerar de 1 a 2 milhões de ingressos por ano, ou seja, uma coisa bastante expressiva na cidade”, disse Haddad.

A 39ª Mostra Internacional de Cinema acontece em São Paulo até o dia 04 de novembro. Durante este período, mais de 300 títulos serão exibidos em diferentes salas da cidade. Você pode ver a programação completa e as informações dos filmes no Site Oficial da 39ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Fique ligado nas redes sociais do Vá de Cultura, lá você encontra, diariamente, informações e trailers dos principais destaques da Mostra.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!