Projeto Juventude, Violência e Territórios na Cidade Tiradentes

0
25

Iniciado em abril de 2015, o projeto Juventude, Violência e Territórios – Fortalecendo o Bairro Através da Arte segue até março de 2016, na comunidade Jardim Maravilha, em Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo.

Esta é uma realização do Núcleo Teatral Filhos da Dita, grupos de teatro formado pelo Instituto Pombas Urbanas, que tem a finalidade de promover ocupação artística com diversidade de linguagens na região contribuindo na aproximação dos jovens com sua cultural.

Esta iniciativa foi viabilizada com o apoio do Ministério da Justiça e Plano Juventude Viva que reúne ações preventivas para reduzir a vulnerabilidade de jovens negros às situações de violência física, e simbólica, pela inclusão social e pela autonomia.

No dia 22 de novembro, a música dá o tom ao projeto com apresentação dos grupos de rap A’s Trinca e D’Quebrada que levam arte e reflexão à Rua Naylon de Oliveira, nº 168, no Jardim Maravilha. E o Núcleo Teatral Filhos da Dita participa da ocupação com o espetáculo teatral A Guerra, no dia 13 dezembro. Todas as atividades acontecem aos domingos, às 15 horas, com entrada franca.

Em janeiro de 2016 a programação começa no dia 23 com a magia do cinema: a Mostra de Vídeos exibe curtas-metragens produzidos pelo Coletivo Cinemateus, Funk TV e Cine Favela. Seguindo a programação, o Grupo Pombas Urbanas apresenta o espetáculo Era Uma Vez Um Rei, no dia 27 de fevereiro. Em março, tem sarau com o Coletivo Marginaliaria e vivência de skate com o Love CT, ambos no dia 2. E, fechando a programação, no dia 27 de março, acontece o Seminário Sarau Juventude, Violência e Território com participação do sound system África Mãe do Leão, além da atividade Grafitagem para finalizar.

O projeto Juventude, Violência e Territórios – Fortalecendo o Bairro através da Arte é baseado, entre outros aspectos, no conceito da “cultura como direito”, usada como importante ferramenta de empoderamento e protagonismo, principalmente para os jovens entre 15 e 29 anos. Sua finalidade é criar espaços e oportunidades para que os jovens encontrem caminhos diferentes, que não passem pela violência.

Na idealização do projeto o Instituto Pombas Urbanas partiu da necessidade de transformar a dura realidade social e cultural da juventude do extremo leste de São Paulo, mais precisamente de Cidade Tiradentes que, frequentemente, tem o estigma da violência estampado nos jornais. Esta iniciativa vem de encontro ao trabalho desenvolvido pelo Instituto, em 10 anos de atuação, promovendo o desenvolvimento do bairro por meio da arte. Para tanto, usa a capacidade transformadora do jovem com suas raízes culturais, valoriza as produções locais e periféricas, contribuindo para a diminuição de um quadro perverso de exclusão social. Um dos resultados de seu trabalho é a fundação do Centro Cultural Arte em Construção, espaço cultural comunitário que se tornou referência para a cidade na formação de jovens artistas e no acesso a bens culturais para a comunidade.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!