Vá de Cultura
Publicidade

Nasce uma Estrela dará o Oscar a Lady Gaga?

Foto: Divulgação
Publicidade

Nasce uma Estrela estreia hoje dia 11 de outubro e sem sombra de dúvidas será um grande sucesso ao redor do mundo. Sucesso absoluto de crítica, a estreia de Lady Gaga como protagonista pode levar a cantora as premiações do ano que vem. Mas, será que o filme pode realmente dar a estatueta dourada a “Mother Monster“?

Esta é a quarta versão de um clássico que conta uma história que Hollywood adora: cantor de sucesso com problemas pessoais (leia bebida), que se apaixona pela mulher cheia de talento, mas que não tem oportunidade. Uma fórmula aparentemente batida, mas que ainda funciona e consegue encantar.

Há uns anos atrás, esta nova versão parecia está fadada a não acontecer. Primeiro, Clint Eastwood que iria dirigir abandou o barco, logo em seguida o projeto foi oferecido a alguns outros diretores, mas nenhum parecia comprar a ideia de uma nova versão de um clássico que sempre foi mal recebido pela crítica. Até que Bradley Cooper (que nunca tinha dirigido nada) aceitou o desafio.

A primeira escolha de Eastwood e Cooper foi a cantora Beyoncé, mas, devido a sua gravidez, acabou dando lugar a Lady Gaga, que até então tinha feito algumas pequenas participações em filmes como Sin City: A Dama Fatal, Machete Mata e ganhou destaque ao ser uma das protagonistas da série American Horror Story (que deu a ela um Globo de Ouro de Melhor Atriz). Gaga, que sempre sonhou em ser atriz parecia ter nascido para esta nova e emocionante versão.

Ovacionada em vários festivais e elogiada por Cooper – que também divide as telas como protagonista -, o filme chega aos cinemas com o status de: O filme que dará a Gaga o Oscar de melhor atriz. Mas será mesmo? Não há dúvidas sobre o talento de Gaga, ela é uma artista completa que cometeu alguns erros (vide seu álbum PopArt), mas que é esforçada e a cara de Ally – sua personagem. Completamente diferente de tudo que apresenta em seus shows, no filme ela parece ser outra pessoa, mas, as dores de ambas são parecidas e até as músicas do longa (CLIQUE AQUI para saber mais), parecem ter saído de Joanne – seu último e excelente álbum.

Lady Gaga dá um show de atuação e voz no filme do ano.

Assim como Cher e Barbra Streisand (que protagonizou a péssima versão dos anos 70), Gaga se mostra uma cantora e atriz completa que por muitas vezes foi subestimada. Seu talento vem sido reconhecido ao decorrer dos anos e seus trabalhos, fazendo com que a sua história de luta e auto-provação fique parecendo um enredo de filme. Sua história se mistura com Nasce uma Estrela e isso encanta os votantes das grandes premiações.

As indicações de melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Bradley Cooper) parecem ser quase certas, assim como a de Gaga de melhor atriz. Sim, ela é uma excelente atriz, comove, faz você acreditar e se entrega a sua personagem. Estes fatores ao fato dela ter sido renegada por Hollywood em seu começo de carreira e sua volta por cima, deixa a atriz/cantora mais perto de conquistar o grande objetivo de sua vida.

Lady Gaga merece sim todo o reconhecimento que está ganhando. Sempre engajada, fazendo suas músicas e arte, sua vida parece um conto de fadas – torto, mas parece. E mesmo que ela não leve a estatueta, o aplauso do público (até daqueles que não são seus fãs) e dos críticos já dá um gosto de vitória a uma jovem que ao tentar a carreira artística foi chamada de feia e estranha. Definitivamente esta é a melhor versão de Gaga – uma atriz, cantora, com pouca maquiagem e um talento imenso.

 

 

Rubens de Farias

Formado em comunicação social, pós graduado em linguagem cinematográfica, roteirista, diretor, apaixonado por música, TV, quadrinhos e Louro José.

Publicidade
Publicidade
/* ]]> */