Mostra de Cinema começa em São Paulo com lindo filme de Bellocchio

0
81
Foto do cineasta e diretor italiano, Macro Bellocchio

O Vá de Cultura esteve ontem na abertura da 40ª Mostra de Cinema de São Paulo. A mostra internacional de cinema, que já é figurinha carimbada no calendário cultural de São Paulo, começou neste ano com a exibição do emocionante longa metragem Belos Sonhos, Swit Dreams, do diretor italiano Marco Bellocchio.

O festival abre para o público hoje, dia 20 de outubro, e vai até o dia 2 de novembro. Durante esse período serão exibidos mais de 300 títulos, de 50 países. Serão 42 salas de cinema espalhadas pela cidade de São Paulo. A diretora da Mostra, Renata de Almeida, comentou que a produção do cinema nacional aumentou muito na última década.

A produção aumentou muito. A gente recebeu muitos, muitos filmes brasileiros, de ótimo nível. É uma política que foi introduzida aos poucos e que hoje você consegue ver os resultados.

Belos Sonhos – De Marco Bellocchio

A cerimônia de abertura contou com a presença de vários atores, diretores e produtores, nacionais e internacionais. O coquetel teve início com a exibição do filme Belos Sonhos, que conta a história de Massimo, um garoto de nove anos que tem de lidar com a morte repentina de sua mãe. Anos mais tarde Massimo se torna um grande jornalista, e durante a cobertura da guerra de Saravejo ele começa a se reconectar com o passado. É neste momento que as coisas começam a fazer sentido para ele.

Exibições Gratuitas

Além das salas reservadas para acesso via ingresso pago, uma parceria entre a organização da Mostra de Cinema de São Paulo, o Sesc São Paulo, a Prefeitura da cidade de São Paulo e o Governo do Estado, viabilizará dezenas de sessões totalmente gratuitas e abertas ao público. Essas sessões acontecerão em diversos pontos da cidade, mas também em algumas cidades do interior do estado. Você pode ver todas as salas de cinema gratuitas participantes neste link.

Entrelinhas, uma produção de coração brasileiro

Um dos grandes destaques, entre os mais de 300 títulos disponíveis na edição deste ano da Mostra de Cinema, é o filme Entrelinhas, ou The Unattainable Story (título original em inglês), da diretora brasileira Emília Ferreira. O filme conta a história de Skene, diretor de uma peça de teatro que ao refletir sobre o roteiro, percebe que não estava no controle da história, já que Jacqueline, escritora do espetáculo, a manipulou o tempo todo da forma como bem quis. Os limites entre vida real e ficção começam a se confundir, ao mesmo tempo em que Skene começa a suspeitar que ele possa ser apenas um personagem dessa trama, enquanto se vê às voltas com questões existenciais.

Foto de uma das cenas do filme Entrelinhas, da diretora Emília Ferreira

Descrição da imagem #praCegoVer – Foto de uma das cenas do filme Entrelinhas. Na imagem, os dois atores protagonistas aparecem brindando uma taça de espumante. À direita, em desfoque, está a personagem Jacqueline. O foco está no personagem Skene, à esquerda da foto. Um olha fixamente para os olhos do outro. Fim da descrição.

Este é o primeiro longa da diretora Emília Ferreira, que em entrevista exclusiva ao Vá de Cultura, revelou que sempre gostou de contar histórias, e que por isso decidiu substituir seu trabalho como jornalista pelo universo do cinema.

Chegou um ponto da minha vida em que eu parei e disse – Ok, Essa vai ser a última vez que eu vou poder tomar a decisão de mudar minha carreira. E foram 13 anos desde que eu comecei a minha carreira fora do Brasil. Quando a hora chegou eu disse “É agora”, eu vou sair lá fora, vou vestir a minha armadura e vou ser diretora. Emília Ferreira, sobre sua carreira de cineasta.

A produtora do filme, Suzy Davis, nos contou que a dificuldade de produzir um filme independente nos Estados Unidos é a mesma do Brasil. Suzy revelou que o maior desafio da equipe foi o de não desistir.

Assim como no brasil existem em outros países as leis de incentivo fiscal, mas eu acho que a dificuldade é a mesma. Produção é muito trabalho. O maior desafio? Esse foi o primeiro filme que a gente fez juntas (referência à Emília). A gente teve muitos, mas eu acho que o nosso maior era o de não desistir. Suzy Davis, sobre a produção do filme Entrelinhas.

O Vá de Cultura também conversou com o ator Harry Hamlin, protagonista do longa. Harry destacou a sensibilidade do filme, e disse que é um filme que faz as pessoas se descobrirem.

Bem, eu acho que é mais “interno” sobre as pessoas tentando se descobrir. Não tem armas ou perseguições de carros neste filme. Não é um drama e eu respeito, o drama que tem este filme, é o drama sobre as pessoas tentando descobrir quem realmente são, na vida.

Mostra de Cinema – Anote na agenda

Preparado para dez dias de cinema intenso em São Paulo? Então anote aí. A 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo vai de 20 de outubro a 2 de novembro. Os ingressos individuais para os filmes estão disponíveis no site ingresso.com. O valor varia de acordo com a data da sessão. Segundas, terças, quartas e quintas, os ingressos saem por R$ 9 meia e R$ 18 inteira. Sextas, sábados e domingos o valor é de R$ 11 meia e R$ 22 inteira. Compras de ingressos no dia da sessão só poderão ser feitas nas respectivas salas. Você confere a agenda completa, com as datas, horários e preços de cada filme no site oficial da Mostra de Cinema de São Paulo.

Nossa equipe está produzindo um material muito bacana sobre a Mostra, em vídeo. Você confere a matéria ainda hoje, com todas as entrevistas, aqui no site ou em nossas redes sociais.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!