Vá de Cultura
Publicidade

Mostra de Cinema Brasileiro no Itaú Cultural

Cena de "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos"
Publicidade

Entre os dias 18 de julho e 1° de agosto, o Itaú Cultural apresenta a mostra “Brasil Cinema Agora!”, que conta com quatro longas que simbolizam toda a potência produzida pela indústria audiovisual brasileira da última década.

A seleção dos filmes ficou por conta da curadora Francesca Azzi, da Zeta Filmes, e as películas refletem aspectos socioculturais que ajudam a compreender o cenário atual do país em diversos sentidos.

De acordo com a própria Organização, ao longo dos últimos dez anos, o cinema nacional passou a refletir sua contemporaneidade de forma excepcional e essa produção tem se mostrado bastante autêntica e vigorosa.

Confira a lista de filmes que serão exibidos pelo Itaú Cultural

Arábia

O filme, de Affonso Uchôa e João Dumans, conta a história do jovem André que encontra um diário em uma vila operária de Ouro Preto. O caderno resgatado por ele narra a vida de Cristiano, em meio às diversas mudanças políticas e sociais no Brasil nos últimos dez anos. Você pode assistir o longa, que tem classificação indicativa de 16 anos, clicando aqui.

Azougue Nazaré

Um imenso canavial, uma casa isolada e um demônio que precisa ser expulso compõe a narrativa do filme de Tiago Melo. Lançado em 2018, o filme conta a história de um casal que mora em um vilarejo perto de Nazaré da Mata (PE). Enquanto Catita participa escondido do maracatu, que é visto como coisa do demônio pelo pastor Barachinha, sua esposa Darlene é uma fiel fervorosa da igreja local.

Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos

O jovem da etnia Karhô chamado Ihjãc, que mora na aldeia Pedra Branca, em Tocantins, precisa fugir por se recusar a se tornar xamã após a morte de seu pai. Longe da própria cultura, o jovem terá que enfrentar os desafios que é ser um indígena no Brasil contemporâneo.

De João Salaviza e Renée Nader Messora, o filme ganhou Prêmio Especial do Júri na mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes.

Inferninho

De Guto Parente e Pedro Diógenes, o longa conta a história de Deusimar e Jarbas. Enquanto a dona do inferninho deseja ir embora para um lugar distante, Jarbas, um marinheiro que acaba de chegar, tem outros planos. O amor que começa a nascer entre os dois acaba transformando completamente o cotidiano do local.

A mostra online vai até 1º de Agosto e, após essa data, os links serão desativados. Saiba mais no portal do Itaú Cultural.

Redação

Publicidade
Publicidade
/* ]]> */