Galeristas se unem para fazer nova Semana de Arte de São Paulo em agosto


Objetivo é discutir a globalização da arte. Além de exposições, haverá ciclos de debate, peças de teatro e apresentações musicais.




Em agosto, São Paulo receberá uma nova Semana de Arte. Organizado pelos galeristas Thiago Gomide e Luisa Strina, o evento terá estandes de 35 galerias de vários países. Para os organizadores, o evento servirá principalmente como fomento da arte latino-americana, além de proporcionar o intercâmbio entre colecionadores de diversos locais do mundo.

Arte multidisciplinar

Segundo o curador Ricardo Sardenberg, a Semana de Arte foi pensada para ser um encontro de arte multidisciplinar. A edição deste ano terá formato de feira e, além dos holofotes em torno das artes visuais, contará com ciclos de debate, peças de teatro e apresentações musicais. O show de Maria Bethânia e a remontagem da peça ‘Trate-me Leão’, do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, são uma prévia do que vai rolar.

Além da visão comercial

Não será apenas um evento comercial, garante Sardenberg. A ideia é criar um espaço para discutir a globalização da arte. Haverá, inclusive, um ciclo de debates sobre o tema. Em entrevista ao Estadão, Thiago Gomide diz que ele servirá para resgatar uma forma abandonada de se colecionar.

Mostras  pelo mundo

Para os produtores, duas mostras foram fundamentais para o posicionamento histórico de trabalhos artísticos feitos fora do eixo Estados Unidos-Europa. A mostra ‘Magiciens de la Terre’, no Centre Pompidou, em 1989, e a terceira Bienal de Havana, realizada no mesmo ano.

O Theatro Municipal de São Paulo também é lembrado como palco da Semana de Arte Moderna de 1922, reunindo grandes artistas brasileiros em busca de uma identidade própria.

Programe-se

A Semana de Arte de São Paulo acontecerá de 14 a 20 de agosto no hotel Unique, que fica na Brigadeiro Luís Antônio, 4.700, Jardim Paulista.


Gostou do artigo? Então deixe um comentário!