Documentário sobre a escritora Lygia Fagundes Talles estreia em novembro

0
171
Lygia Fagundes e Antonio Candido. Foto: Divulgação

Estreia em seis capitais brasileiras, no dia 23 de novembro, um rico documentário sobre Lygia Fagundes Talles, considerada por acadêmicos, críticos e leitores como uma das maiores escritoras da história literária brasileira.

Produzido pela TV Cultura, o filme ‘Lygia, Uma Escritora Brasileira‘, mostra como esta mulher de 80 anos consegue, por meio de sua obra, dialogar com os jovens da nova geração e causas sociais atuais.

Um diálogo contemporâneo

Geralmente, quando pensamos na sociedade atual e em toda a forma de comunicação contemporânea, há aquele pré-conceito sobre a percepção dos mais velhos em relação a este novo mundo.

Isso não parece ser um obstáculo para Lygia, que aos 80 anos de idade consegue estabelecer uma ligação com as blogueiras da nova geração e ativistas de causas como as do movimento LGBT, por exemplo.

O documentário busca uma explicação sobre como Lygia consegue manter sua obra tão atual após oito décadas de atividades literárias.

Sobre o filme

Imagens uma São Paulo de 1940, pertencentes ao acervo da TV Cultura, se misturam a tomadas da capital nos dias de hoje, em um mergulho nos fragmentos da cidade e da vida da própria escritora, revelando histórias pouco conhecidas sobre ela.

No dia 23 o documentário estreia em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.

Participações especiais

O filme traz ainda depoimentos de grandes nomes brasileiros da cultura e da mídia. São pessoas que fizeram parte da trajetória de Lygia, na vida particular e na carreira, como o jornalista Paulo Wernek, o escritor e humorista Jô Soares e a dramaturga Maria Adelaide Amaral, entre outros.

Um pouco sobre Lygia

Considerada um dos grandes nomes da literatura brasileira, a escritora, romancista e contista, tem sua obra pontuada em temas como o amor, o medo, a loucura e a morte.

Lygia Fagundes na sua formatura da faculdade de direito

Na década de 1970 lançou seus grandes sucessos, como o título ‘Antes do Baile Verde‘, ‘As Meninas‘ e ‘Seminário dos Ratos‘. Conquistou o Grande Prêmio Internacional Feminino, o Jabuti e o Pen Club do Brasil.

Em 1982 ingressou na Academia Paulista de Letras e em 12 de maio de 1987 ocupou a cadeira número dezesseis da Academia Brasileira de Letras.

Sua expectativa

E você, leitor, tem alguma ligação com a obra de Lygia Talles? Já leu algum livro dela? Conta pra gente quais são as suas expectativas em relação a este documentário. Deixe um comentário aqui no post e acompanhe outras notícias culturais curtindo a página do Vá de Cultura no Facebook.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!