Após recesso, espetáculo Carne volta em cartaz no Sesc Belenzinho


Após um hiato de seis anos, a peça Carne volta em cartaz no Sesc Belenzinho. Desde sua criação em 2009, o espetáculo circulou por dezenas de cidades




Duas mulheres em cena apresentam estatísticas, cantam, apresentam passagens bíblicas, mostram bonecas infantis, objetos domésticos e usam batom obsessivamente. Além disso, imagens publicitárias e de artistas contemporâneos são projetadas numa grande tela, tudo para revelar a profunda desigualdade entre os sexos que se manifesta nos espaços público e privado.  Este é o projeto Carne, da Kiwi Companhia de Teatro que se apresenta de 26 de fevereiro a 06 de março, no Sesc Belenzinho, na programação do projeto ARTE, Substantivo Feminino. Além do espetáculo, as atrizes Fernanda Azevedo e Maysa Lepique ministram gratuitamente a oficina As Mulheres e os Silêncios da História nos dias 01 e 02 de março de 2015, terça e quarta, das 14h às 19h. Estão convidadas a participar mulheres jovens e adultas, artistas ou não, que tenham interesse em construir e compartilhar suas histórias a partir de estímulos artísticos.

A performance Carne, Histórias em pedaços teve início no longínquo agosto de 2009, quando a Kiwi a apresentou em Bogotá (Colômbia) no 7º Encuentro Ciudadanias en cena, organizado pelo Instituto Hemisférico de Performance y Política. De lá para cá, o projeto foi tomando corpo e novas formas com o apoio do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, mas então com o nome de Carne, patriarcado e capitalismo. Essa versão da pesquisa contemplava várias ações e a partir de 2011, com o Prêmio Myriam Muniz (Minc/Funarte), Proac de circulação e o Circuito Cultural Paulista, rodou o país com o espetáculo. Agora, a partir de 26 de fevereiro, após seis anos sem se apresentar na cidade (a última curta temporada foi em 2010 no Sesc Santo Amaro) Carne, tão aguardado pelo público paulistano, volta em temporada.

Ouça a Matéria

Nos trabalhos desenvolvidos pela Kiwi, uma companhia com quase 20 anos de estrada e com o foco no Teatro Documentário, estão presentes de modo marcante a questão da opressão de gênero e a exploração de classe. Suas obras quase sempre mantém o caráter claustrofóbico e opressor observado na sociedade contemporânea, mas em cena, o humor e a beleza são aliados fundamentais.

Carne, Inspirando-se na autora austríaca Elfriede Jelinek, prêmio Nobel de literatura em 2004, e na obra da historiadora Michelle Perrot, Carne discute as relações profundas entre patriarcado e capitalismo, mostrando o panorama da opressão de gênero no país. Com cenas curtas, o espetáculo, inspirado no Teatro Documentário, é composto por vinte quadros interligados que, em comum, abordam os diferentes tipos de violências sofridas pelas mulheres no Brasil.

Espetáculo Carne volta em cartaz no Sesc Belenzinho
Quando: 26 de fevereiro a 06 de março de , sexta e sábado, às 21h30, e domingos, às 18h30
Onde: Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho – São Paulo
Ingressos: R$ 5,50 meia | R$ 11 inteira


Gostou do artigo? Então deixe um comentário!