‘Mergulhe em mim, para poder surgir de mim’, no MAM


O MAM trás a exposição que envolve o interno e externo do museu, onde conta um pouco da história do córrego que abastece o lago do Ibirapuera.




Essa instalação espelha as águas do Córrego do Sapateiro, que passa do lado de fora do MAM. Faço a transposição sonora do rio para dentro do museu.

O fluxo transitório do corredor imita a água corrente, como uma paisagem sonora por onde corre livre o rio, molhando os ouvidos de quem passa.

Na penumbra, nossa atenção se concentra na música das águas, que refresca o ambiente. O espelho no teto inverte a posição do córrego, alterando o ponto de vista e pingando uma gota de vertigem.

O Córrego do Sapateiro, antigo Rio das Pedras, tem aproximadamente 6 km de extensão, nasce na Vila Mariana (entre as ruas Rio Grande e Dr. Mário Cardim), atravessa as avenidas Ibirapuera e 23 de Maio, passa pelo parque, onde abastece os dois lagos, segue sob as avenidas Santo Amaro e Juscelino Kubitschek e desemboca no Rio Pinheiros. Canalizado na década de 1960, o seu leito segue preservado dentro do parque Ibirapuera, ao lado do museu.

‘Mergulhe em mim, para poder surgir de mim’, no MAM
HOJE

Quando: 08/02 até 13/08
Dias: Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos
Horário: das 10h às 17h30
Onde: MAM - Museu de Arte Moderna
Ingressos: R$ 6


Gostou do artigo? Então deixe um comentário!