Para que serve o chá? Tudo o que você precisa saber está neste artigo


Tudo o que você precisa saber sobre o chá. Porque beber chá? Pra que serve? Faz bem ou faz mal? E no final ainda uma surpresa para o leitor.




Se você é daqueles que não dispensam um bom chá, a gente aconselha ler essa matéria até o fim. Aliás, lá no final separamos uma surpresa bem bacana pra você, leitor e ouvinte do Vá de Cultura. Pronto(a) para uma verdadeira aula sobre essa bebida, que é tão antiga e, ao mesmo tempo, tão atual? Bora pro universo do chá!

Chá orgânico: afinal, faz bem pra quê?

Dizem os especialistas em chá que as consultas sempre começam com a curiosa pergunta “mas este chá faz o que?” em referência aos benefícios que a bebida possa trazer. Já vêm de longa data as pesquisas sobre os benefícios de determinados alimentos para a saúde. Mas são ainda mais recentes as pesquisas sobre o consumo e benefícios dos chás orgânicos.

Experimentar chá é fazer com que essa cultura seja transmitida de uma geração para a outra, já que, em geral, comemos e bebemos o que nossos pais nos ensinam – e, por isso, como filhos e futuros pais temos a obrigação de recomendar as escolhas certas.

Não se trata de um mito: quanto mais costume, cultura e conhecimento temos sobre determinada bebida, mais frequente ela se torna nas nossas escolhas. Para os gastrônomos, isso tem nome: memória afetiva, que é nada menos que o resgate da memória no consumo de determinados alimentos.

Neste breve artigo, destacam-se os tipos de chás mais consumidos no mundo, seus benefícios à saúde e as razões pelas quais os orgânicos vieram para ficar.

Pra quê consumir os chás orgânicos

Verdade seja dita: quanto mais extensa a lista de ingredientes contida no rótulo de um produto, mais substâncias químicas ele contém. O que não acontece com os chás orgânicos, que são, verdadeiramente, naturais.

Não existe chá orgânico de rótulos com nomes complicados de corantes, acidulantes ou aditivos. Nossos orgânicos, com flor, fruta e especiarias 100% de verdade, não têm qualquer tipo de aroma, natural ou artificial. Nada de substância química, o que garante o verdadeiro sabor do chá”, completa Fábio Guimarães, especialista em comida de verdade e CEO da multinacional brasileira FGX, que oferece chás orgânicos no Brasil.

Beber chá orgânico pela primeira vez pode ser uma decisão para a vida inteira. A maioria dos chás que não são orgânicos utilizam soja e milho transgênicos, cujo consumo traz prejuízos à saúde.

Os fitoquímicos dos chás orgânicos são utilizados há muito tempo tanto nos mosteiros como na medicina popular, mas só agora seus efeitos são cientificamente comprovados. Afinal, na natureza está a melhor medicina.

Os benefícios

Cada planta ou erva do chá tem propriedades específicas. As três variedades de chá mais consumidas no mundo são o chá preto, o chá chinês e o chá verde. Tanto o chá preto quanto o chá verde fazem, de fato, bem à saúde porque desaceleram o envelhecimento celular, protegem o sistema cardiovascular, impedem a neurodegeneração e reduzem o colesterol.

Quando ingerido o chá-verde, os principais compostos, as catequinas, são absorvidos e dificultam o acúmulo de gordura no fígado, reduzem os triglicerídeos e inibem a oxidação do LDL-colesterol, que é fator de risco para a aterosclerose – ou acúmulo de placas de gordura nas artérias.

No Japão, por exemplo, consome-se dois gramas de chá-verde por dia e, por essa razão, a população japonesa está entre as que apresentam menor risco de doenças cardiovasculares. Os mesmos benefícios são encontrados no chá chinês.

Seu consumo também é associado com menor ganho de peso. Seus compostos inibem a enzima responsável pela degradação da adrenalina, um neurotransmissor ligado à queima de gorduras. Com a adrenalina aumentada, elevam-se a oxidação – ou queima – dos lipídios.

O chá verde e, também, o preto são ricos em uma substância chamada quercetina, bastante comum nos produtos de origem orgânica. Estudos provam que ela coíbe a proliferação de células cancerígenas, impede a formação da catarata e complicações neurovasculares.

Conhecimento

Não há dúvidas de que o mercado dos alimentos, frequentemente, faz referências a listas e mais listas de benefícios para convencer sobre o consumo de um ou outro alimento. Cada um reage de maneira diferente diante desse arsenal de informações.

Alguns, hipnotizados, seguem as orientações de olhos fechados. Outros, mais rebeldes, acham exagero e acreditam que não haverá influência alguma na saúde e na longevidade se optarem por determinados alimentos e bebidas.

Independente do posicionamento diante das descobertas sobre os chás, todos querem entender um pouco sobre as melhores substâncias para seu organismo, antes mesmo de precisarem ir a consultórios médicos de tratar de forma mais agressiva.

Há, sim, transtornos inevitáveis e impossíveis de serem revertidos. Mas não há dúvida, porém, de que alimentos e bebidas de alta qualidade previnem sintomas, o que nos ajuda a gozar de uma saúde mais vibrante e libera o corpo das cargas tóxicas. Especialistas afirmam que é o grau de carga tóxica que faz diferença entre a saúde e a doença.

É o caso dos chás. Aliás, a melhor estratégia para aliviar estresse é: sente-se em silêncio por cinco minutos com uma xícara cheirosa de chá e concentre-se no cheiro, na cor e no sabor”, garante Fábio Guimarães, especialista em chás orgânicos.

Aula e degustação

Tal como os vinhos, os chás também são motivos para reunir interessados em eventos de degustação e harmonização. No primeiro sábado de fevereiro, dia 4, o Museu de Arte Sacra de São Paulo recebe um dos poucos – senão único – eventos sociais para falar sobre chás, o Folha Perdida: Cores, Sabores e Harmonização, que promove degustação da bebida conduzida por especialistas e estudiosos do tema.

Sabores incomuns de chás orgânicos serão harmonizados com algumas comidinhas, como pães de queijo De Minas, Uai! – com ou sem recheio. Em seguida, haverá uma palestra sobre alimentos orgânicos. O evento é promovido pela FGX.

“Será uma oportunidade única para que o público esclareça as dúvidas com relação aos chás. Todos querem saber o que beber para o corpo ficar de bem com a vida. Nos arriscamos a ensinar em um ambiente agradável e informal, além de dar dicas de harmonização”, explica Fábio Guimarães da FGX.

Ingressos limitados estão disponíveis apenas online na página oficial do evento e devem ser adquiridos com antecedência. Mais informações: (11) 3042-1126.

Leitores do site Vá de Cultura tem 30% de desconto até o dia 3 de fevereiro. Antes de finalizar a compra, insira no campo cupom de desconto o código: VADECULTURA.

E você leitor, gostou dessa dica? Conta pra gente o que achou, deixando um comentário aqui no artigo. Não se esqueça de curtir a página do Vá de Cultura no Facebook, e interagir com a gente, usando a hashtag #vádecultura nas suas redes sociais.


Gostou do artigo? Então deixe um comentário!